quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Começando pelo guarda roupa

Fazem uns 15 dias atrás que eu resolvi renovar as coisas aqui dentro de casa, não sei onde que eu li na internet que coisas paradas são nada mais nada menos que energia inerte. Lá dizia para fazer uma limpa no guarda roupa doando tudo que não usamos no mínimo nos últimos 6 meses. Daí pensei, que só 1/3 das roupas que tem lá eu uso, já as outras não me servem mais porque numa das vezes que consegui me manter mais tempo magra (dopada, quase sem comer nada e me matando na academia, isso fica para um próximo post)comprei muitas coisas e ainda estão lá... no mínimo já a uns 6 anos. Como disse anteriormente, minha prima está linda, depois de uma gastroplastia. Eu deixei de mesquinhez, daquela velha história de UM DIA VAI SERVIR DE NOVO, quando eu emagrecer... Dei tudo pra ela, claro que me doeu separando cada peça. Me lembrei mesmo como era bom entrar naquelas roupas. Mas não podia mais me dar ao luxo, ou melhor a ilusão de ficar com aquilo lá, parado. Quando dei a ela, disse que se ela tivesse roupas que não servissem nela (já que emagreceu 50 kilinhos) que me desse. Ganhei bastante coisa, agora tenho muitas roupas pra usar. Mas isso mexeu comigo, não é assim que quero viver. Ganhado roupas que os ex-gordos não querem mais. 

Eu mereço mais. Tenho só 29 anos e peso 110 kilos. Estou com quase IMC 40. Tenho dores na coluna, nas pernas, nos pés... estou pior que uma velha. Não tenho fôlego pra brincar com minha filha de 2 aninhos, não consigo caminhar muito tempo. Pra mim basta. Chegando nos 30 tenho que melhorar... e vou!


Dia 10/09 eu tinha uma consulta com um outro endócrino pela centésima vez. Sei lá porque eu marquei, queria emagrecer. Ele me pesou. Me receitou sibutramina, disse que ia ficar com a boca seca nos primeiros dias. E me mandou voltar em 30 dias pra pegar nova receita. A consulta demorou 2 minutos. Sério. Saí de lá tão atordoada que esqueci meu guarda chuva e quando cheguei lá embaixo no prédio caia água... nem tive vontade de voltar pra buscar. Dentro de elevador eu me dei conta que não é assim que quero ser tratada. Eu tenho vontade de ser ouvida. Quero que alguém me escute. Só isso.

5 comentários:

  1. Vc relatando essas coisas eu me vejo em algumas situações, tome a decisão certa pra vc, medicamento p emagrecer não da certo, e a etica profissional desses medicos cada dia que passa ficar pior, sucesso viu...Aguardo sua visita no meu blog e vlog, onde conto
    tudo sobre minha cirurgia bariátrica.
    |Blog| http://isaclourenco.blogspot.com.br/
    |Vlog| http://www.youtube.com/100observacoes

    ResponderExcluir
  2. Puxa vida. Eu achei muito tocante o seu post. E tenho algo a dizer sobre isso. Uma garota não precisa ser magra para ser maravilhosa, e já deu pra sacar que vc é.

    profissionais deste tipo existem aos milhares, não abaixe a sua cabeça para uma FDP como esta.

    Emagrecer traz numeros beneficios, ja pesei 112 quilos e fiquei magra com a R.A, sei como é estar do lado de lá. Engoredi de novo e cá estou, mas uma coisa não mudou: a minha essencia é a mesma.

    Quem me ama de verdade nao enxerga os quilos que quero tanto eliminar. Lute pelo seu objetivo: mais saude para viver mais e cuidar do seu filho, mas nao encane. nada de neuras, ok ?

    ResponderExcluir
  3. Oi Grazzi, seja bem vinda ao mundo bloguístico!!
    É incrível como as histórias das pessoas que sofrem com a obesidade são parecidas. Me reconheci no seu post.A vida toda tomei esses remédios para emagrecer e cada vez engordava mais.Chegou um ponto em que essas bombas não faziam mais efeito e eu me dei conta que só a cirurgia poderia me ajudar a mudar de vida.Procure se informar mais sobre o assunto, consulte um cirurgião (sem compromisso, só pra saber como é o processo), amadureça a ideia e tome a decisão ue mais agradar o seu coração.Conte comigo. Qualquer coisa estou à sua disposição.Estamos juntas nessa luta. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá..adicionei o seu blog para te seguir, olha é ate dificil dizer alguma coisa para vc..prq eu ja estive nessa situação mtas vezes e sei o quanto doi essa sensação de que a pessoa que reflete no espelho toda manhã não tem nada da nossa essëncia..

    Eu lutei mto, mto mesmo ate decidir pela cirurgia.. o que posso te dizer é que fique calma reflita bastante se achar que ainda não esgotou todas as sua tentativas tente de novo comece novamente a RA e AF ..ou se constatar que não tem mais forças para lutar contra a obesidade amadureça a ideia da cirurgia com certeza so lhe fara bem, eu por exemplo penso da seguinte forma o q tem sido a minha vida ultimamente se não privação dedicação e resultado quase nulo então mesmo tendo q me dedicar mto depois da gastroplastia não tera problema prq pelo menos estarei vendo os resultados...

    No que decidir pode contar comigo..grande bjo.

    ResponderExcluir
  5. Oi
    É um momento importante na sua vida e o principal vc já fez q é tomar a decisão de mudar.
    Continue assim e vc vai encontrar o caminho certo assim como eu e vários amigos aki desse mundo de blogs tomamos.
    Boa sorte e conte comigo!
    bjuss

    ResponderExcluir